/ Renda Fixa

Tesouro Direto: o que é, como funciona e qual o melhor

O governo precisa de dinheiro para se financiar. Uma das formas dele captar é pegando dinheiro emprestado. Ele faz isso através do tesouro direto. Ele pega dinheiro emprestado dos investidores (como eu ou você) e garante pagar no futuro com juros.

O que é o Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um programa feito pelo governo nacional em parceria com a B3 (antiga BM&FBovespa) para a venda de títulos públicos. O objetivo é facilitar a vida do investidor pessoa física. Com o Tesouro Direto, qualquer um consegue "emprestar" dinheiro para o governo através da internet, pelo site do próprio tesouro.

Para quem não gosta de tomar risco, os títulos do tesouro direto são a melhor opção de investimento no Brasil. O risco atrelado ao tesouro direto é o risco de o Brasil quebrar.

Quais são os tipos de títulos?

No tesouro direto, existem 3 tipos de títulos diferentes que tem diferentes formas de valorização. São eles os:

Tesouro préfixado

Com eles, você já sabe qual é a rentabilidade no momento da compra.

Exemplo: Um título préfixado com o vencimento em 2025 que paga 10% ao ano.

Ao comprar esse título, você sabe que se carregá-lo até o vencimento, você vai receber o seu dinheiro com uma rentabilidade de 10% ao ano.

Tesouro IPCA+

A rentabilidade deles está atrelada ao IPCA (índice que mede a inflação no país). Ele é chamado de pós fixado, pois não é sabida a rentabilidade total do título (em números) até o seu vencimento.

Esses títulos têm uma parcela pré-fixada somada ao IPCA.

Exemplo IPCA+ 2035 com rentabilidade: IPCA + 5%

Tesouro SELIC

A rentabilidade deles está atrelada à SELIC (taxa de juros do país). Esse título também é considerado pós fixado.

Esses títulos podem ter uma parcela pré-fixada somada à SELIC.

Exemplo Tesouro SELIC 2023 com rentabilidade: SELIC + 0,02%

Como eu recebo o dinheiro?

Existem duas formas de receber o dinheiro através dos títulos do tesouro direto:

  • Receber o dinheiro no vencimento
  • Receber juros semestrais

No vencimento

Quando o finalmente chega o dia do vencimento do seu título, você recebe todo o dinheiro de acordo com a rentabilidade contratada, retirando o imposto do lucro obtido. Para saber se o seu título é desse tipo, é só olhar o nome. Se não é mencionada a forma da remuneração, ele é do tipo que paga tudo no vencimento.

Exemplo : Tesouro IPCA+ 2035, Tesouro Prefixado 2025

Quando investir?

Se você não vai precisar do dinheiro até o prazo do vencimento, esse tipo de título é uma melhor opção. Isso porque como o prazo geralmente é maior do que dois anos, o imposto que incide sobre ele geralmente é a menor alíquota (15%). Vou falar mais sobre impostos adiante.

Juros semestrais

Com esse tipo de título, o investidor recebe semestralmente uma quantia referente aos juros. Essa quantia, também é chamada de cupom.

Quando investir?

São uma boa opção se você não quer esperar até o vencimento para ver a cor do dinheiro. Com os juros semestrais, você recebe dinheiro todo semestre, mas em compensação paga alíquotas mais altas nos primeiros semestres. Isso acontece porque a tributação do tesouro direto segue a tabela regressiva.

Como é a tributação?

Os títulos públicos seguem a tabela regressiva.

TEMPO APLICADO TRIBUTAÇÃO
Menos de 30 dias Imposto de 22,5% + IOF
De 30 dias a 6 meses Imposto de 22,5%
De 6 meses a 1 ano Imposto de 20%
De 1 a dois anos Imposto de 17,5%
Mais de 2 anos Imposto de 15%

Vale ressaltar que o IOF também segue uma tabela regressiva que começa em 100% e termina em 0% ao longo de um mês. Para exemplificar, no dia após o investimento o IOF é de 96% e no 29º dia é de 3%. Depois do 29º dia, não é mais cobrado IOF.

Agora fica mais fácil entender porque os títulos com juros semestrais pagam mais impostos.

Vamos supor que você investiu num IPCA+ 2035 com juros semestrais hoje. Se você receber o primeiro cupom daqui a 4 meses, ele será taxado em 22,5%. No segundo cupom, ou seja, daqui a 10 meses, o imposto vai ser de 20%.

Enquanto isso, no título sem juros semestrais, como eles geralmente duram mais de 2 anos, o investidor acaba pagando a menor alíquota (15%).

Posso resgatar antes do vencimento?

Sim. Os títulos públicos têm liquidez diária. Quando você decide sacar antes do vencimento, você vende o seu título de volta para o governo.

O que deve ser levado em conta é que nesses casos, o valor do título é determinado pelo mercado. Para explicar como funciona isso, primeiro precisamos saber responder uma pergunta: tesouro direto é renda fixa ou renda variável?

Tesouro é renda fixa ou renda variável?

tesouro_rodin_p-2

O tesouro direto é classificado como renda fixa, pois a rentabilidade é definida no momento da compra. Essa rentabilidade é respeitada na data do vencimento.

Entre o dia que você compra o título e a data de vencimento, o valor do título varia de acordo com o mercado. Isso significa que é possível ter rentabilidades maiores do que a contratada, mas também é possível perder dinheiro com o tesouro.

É por isso que o site do tesouro direto sempre mostra a curva teórica (a rentabilidade contratada) e a curva real (a valorização do título ao longo do tempo).

Quanto mais próximo o vencimento estiver, mais essas curvas se aproximam, até se encontrarem no dia do vencimento.

O que?!? Dá para perder dinheiro com o tesouro direto?

Sim. Dependendo do título e de como o mercado está, caso você resgate antes do vencimento, você pode ter prejuízo. Lembre-se que caso você leve o título até o vencimento, a rentabilidade contratada é sempre respeitada.

Para entender melhor isso, vamos falar de como o valor dos títulos varia.

Como um título se valoriza?

Se você leu até aqui, você sabe que o governo usa o Tesouro Direto como forma de captar dinheiro. De forma simplificada, se o governo precisa de mais dinheiro, ele torna os títulos mais atrativos para o investidor. Quando a situação está um pouco melhor para o governo, ele vende títulos menos atrativos.

Para se ter uma ideia, na crise de 2015, era possível comprar títulos prefixados a 16% ao ano. Já em 2018, com as sucessivas quedas da taxa Selic, esses títulos eram negociados a 9% ao ano.

Como você pode resgatar um título antes do vencimento, o que dita o valor dele no momento do resgate é a diferença do cenário em que você comprou o título para o cenário atual.

Se você comprou um título IPCA+ 5% e hoje estão sendo vendidos títulos IPCA+ 10%, o seu título se desvalorizou, porque hoje existem títulos muito mais atrativos.

Se, por outro lado, os títulos sendo vendidos hoje fossem de IPCA+ 2%, o seu título teria se valorizado.

Atenção: O tesouro Selic não tem flutuação no preço de acordo com o mercado, diferentemente dos IPCA+ e Prefixado.

Para ilustrar essas valorizações e desvalorizações, dá uma olhada na curva real e teórico de alguns títulos que eu tenho.

Exemplo - Tesouro IPCA+ 2035 7,30%

No momento desse print, o IPCA+ 2035 estava sendo negociado a 5,93%. Como o título foi comprado com condições melhores do que as atuais, o título se valorizou. Se eu resgatasse hoje, eu teria uma rentabilidade maior do que a contratada.

tesouro_variancia

Exemplo - Tesouro Prefixado 2025 9,68%

No momento desse print, o Prefixado 2025 estava sendo negociado a 11,92%. Como o título foi comprado com condições piores do que as atuais, o título se desvalorizou. Se eu resgatasse hoje, eu teria perdido dinheiro.

tesouro_perdendo-valor

Se o título for levado até o vencimento, a rentabilidade será a acordada no momento da compra. Caso ele seja resgatado antes, o valor é definido pelo mercado.

Quais são os custos?

Existem dois custos de investir no Tesouro Direto: a taxa de custódia e a taxa de administração.

Taxa de custódia

É o valor que a B3 (antiga BM&FBOVESPA) cobra, referente aos serviços de custódia e às informações e movimentações.

A taxa de custódia é de 0,30% ao ano.

Taxa de administração

É o valor cobrado pela instituição financeira. Hoje em dia, muitas corretoras decidiram cobrar taxa 0 no tesouro direto. Por isso, é valido investir no tesouro através de uma corretora que não cobre essa taxa. O próprio Tesouro disponibiliza um ranking com o valor cobrado pelas instituições financeiras.

Como escolher o título certo?

Cada título é diferente, com diferentes prós e contras. Para dar uma visão mais clara sobre quando investir em cada título, decidi criar uma seção com as vantagens de cada um.

Tesouro Prefixado

São uma boa opção quando você quer levar até o vencimento, pois geralmente entregam taxas mais atrativas do que a Selic.

Caso você não pense em levar até o vencimento, o préfixado pode ser uma boa ideia caso você acredite que a Selic vá ser cortada nos próximos ciclos. Esse movimento costuma fazer com que o título se valorize.

Tesouro IPCA+

São uma boa opção quando você quer levar até o vencimento, pois blindam o seu patrimônio contra a inflação. Não importa se a inflação estará alta ou baixa no vencimento, esse título sempre entregará uma rentabilidade maior (de acordo com a rentabilidade contratada).

Tesouro Selic

São uma boa opção quando você não pensa em levar o título até o vencimento, mas também não quer especular sobre o futuro do mercado. Esse título sempre segue a taxa Selic e pode ser resgatado antes do vencimento sem risco de desvalorização.

O Tesouro Selic geralmente é mais atrativo do que muitos CDBs, por ter uma rentabilidade maior do que o CDI, com liquidez diária.

Como eu invisto tesouro direto?

Para investir, é necessário que você tenha conta em uma corretora habilitada a operar o tesouro direto. Listei as corretoras habilitadas e as taxas anuais que elas cobram. Dá para ver que as corretoras independentes geralmente não cobram taxas enquanto os grandes bancos cobram.

  • Agora Ctvm S/A - 0,00%
  • Ativa Investimentos S.A. Ctcv - 0,00%
  • Banco Btg Pactual - 0,00%
  • Banco Modal - 0,00%
  • Bgc Liquidez Dtvm - 0,00%
  • Bradesco S/A Ctvm - 0,00%
  • Brasil Plural Cctvm S/A - 0,00%
  • Clear Corretora - Grupo Xp - 0,00%
  • Cm Capital Markets Cctvm Ltda - 0,00%
  • Easynvest - Titulo Cv S.A. - 0,00%
  • Geracao Futuro Cv S/A - 0,00%
  • Gradual Cctvm S/A - 0,00%
  • Guide Investimentos S.A. Cv - 0,00%
  • H.Commcor Dtvm Ltda - 0,00%
  • Icap Do Brasil Ctvm Ltda - 0,00%
  • Inter Dtvm Ltda - 0,00%
  • J. Safra Cvc Ltda. - 0,00%
  • Magliano S.A. Ccvm - 0,00%
  • Mirae Asset Wealth Management - 0,00%
  • Modal Dtvm Ltda - 0,00%
  • Nova Futura Ctvm Ltda - 0,00%
  • Rico Investimentos - Grupo Xp - 0,00%
  • Socopa Sc Paulista S.A. - 0,00%
  • Spinelli S.A. Cvmc - 0,00%
  • Toro Ctvm Ltda. - 0,00%
  • Tullett Prebon - 0,00%
  • Xp Investimentos Cctvm S/A - 0,00%
  • Ubs Brasil Cctvm S/A - 0,06%
  • Concordia S.A. Cvmcc - 0,10%
  • Planner Cv S.A - 0,20%
  • Renascença Dtvm Ltda - 0,20%
  • Terra Investimentos Dtvm Ltda - 0,20%
  • Banrisul S/A Cvmc - 0,25%
  • Coinvalores Ccvm Ltda. - 0,25%
  • Fator S.A. Cv - 0,25%
  • Maxima S/A Ctvm - 0,25%
  • Novinvest Cvm Ltda. - 0,25%
  • Sita Sccvm S.A. - 0,25%
  • Slw Cvc Ltda. - 0,25%
  • Walpires S.A. Cctvm - 0,25%
  • Alfa Ccvm S.A. - 0,30%
  • Amaril Franklin Ctv Ltda. - 0,30%
  • Elite Ccvm Ltda. - 0,30%
  • Itau Cv S/A - 0,30%
  • Lerosa S.A. Cvc - 0,30%
  • Mundinvest S.A. Ccvm - 0,30%
  • Nova Futura Dtvm Ltda - 0,30%
  • Orla Dtvm S/A - 0,30%
  • Petra Personal Trader Ctvm S.A - 0,30%
  • Uniletra Cctvm S.A. - 0,30%
  • Votorantim Asset Manag. Dtvm - 0,30%
  • Caixa Economica Federal - 0,40%
  • Hsbc Ctvm S.A. - 0,40%
  • Santander Ccvm S/A - 0,40%
  • Senso Ccvm S.A. - 0,40%
  • Um Investimentos S.A. Ctvm - 0,40%
  • Advalor Dtvm Ltda - 0,50%
  • Bb Banco De Investimento S/A - 0,50%
  • Codepe Cv E Cambio S/A - 0,50%
  • Corretora Geral De Vc Ltda - 0,50%
  • Itau Cv S/A - 0,50%
  • Solidus S/A Ccvm - 0,50%
  • Banco Daycoval - 2,00%

Não tem uma corretora?

Caso você não tenha conta numa das corretoras da lista do tesouro, você vai ter que abrir uma. Mas calma.

Hoje em dia esse processo é bem simples e rápido. Para escolher a corretora que faz mais sentido com o seu perfil, dá uma lida no nosso post que fala sobre isso.

Já tem conta em corretora?

Em algumas corretoras, você precisa entrar em contato com ela e manifestar o seu desejo de investir em títulos públicos do Tesouro Direto.

Depois basta seguir 4 passos:

  1. Acessar o site do Tesouro Direto e entrar com seu CPF e senha
  2. Clicar em investir
    tesouro_investir1
  3. Escolher o título e selecionar o valor que quer investir!
    tesouro_escolhertitulos-2
  4. Confirmar
    tesouro_confirma-2

#PraPreguiçosoLer

1 - Tesouro Direto é:

Uma forma do governo pegar dinheiro "emprestado" e pagar esse dinheiro no futuro com juros.

2 - Tesouro direto é arriscado?

Depende.

Se você esperar até o vencimento, você recebe exatamente a rentabilidade contratada no momento da compra, sem nenhum risco.

Caso decida resgatar antes, você vende o seu título com o seu valor de mercado, que pode ser maior ou menor do que a rentabilidade contratada

3 - Tem como eu perder dinheiro com tesouro?

Sim. Caso você decida resgatar um título préfixado ou IPCA+ antes da data de vencimento, você o vende pelo valor de mercado.

Existe a possibilidade do valor de mercado dele ser menor do que o valor investido, fazendo com que você perca dinheiro investindo no tesouro direto.

4 - Tem como eu ganhar MUITO dinheiro com tesouro?

Sim. Como os títulos variam de valor de acordo com o mercado, é possível que um título entregue uma rentabilidade muito maior do que a contratada. Para fazer isso, no entanto, é necessário resgatar antes do vencimento.

5 - Posso sacar quando quiser?

Sim. Tesouro tem liquidez diária.

É importante tomar cuidado com resgates de títulos prefixados e IPCA+, pois seu valor varia.

Já títulos Selic seguem a rentabilidade contratada até o vencimento.

6 - Tesouro paga imposto?

Sim, sempre calculado em cima do lucro.

Tesouro paga IOF regressivo para aplicações com menos de 30 dias.

Além disso, os títulos pagam 22,5% para aplicações com menos de 6 meses, 20% entre 6 meses e um ano, 17,5% ente 1 ano e um ano e meio e 15% para aplicações com mais de 2 anos.

Os juros semestrais também pagam impostos seguindo a tabela regressiva.

Espero que você tenha conseguido entender como funciona o Tesouro Direto. Qualquer dúvida, é só deixar um comentário.

Baixe o aplicativo do Real Valor e conheça seus investimentos. De verdade.

banner-blogpost

Tesouro Direto: o que é, como funciona e qual o melhor
Share this

Cadastre seu e-mail