/ Renda Fixa

O que é a taxa SELIC e como ela influencia a sua vida

Você já leu notícias falando coisas do tipo "Reunião do COPOM define alta da SELIC" e ficou sem entender nada? O objetivo desse post é mostrar que na verdade isso tudo não é tão complexo quanto parece.

Vamos supor que você tem um amigo chamado Fábio 👷 que precisa de R$1000 emprestados. Ele promete pagar a dívida daqui a um ano com 5% de juros, ou seja R$1050.

Essa taxa de 5% é boa ou ruim? A verdade é que depende. Do que? Da taxa básica de juros. No Brasil ela leva o famoso nome de taxa SELIC.

A taxa básica de juros serve para ditar quais são os juros pagos pelos títulos públicos. Com isso, ela influencia toda a economia. Se a taxa de juros está 10%, não faz sentido emprestar dinheiro para nosso amigo Fábio por 5%. A lógica é que você consegue juros de 10% "emprestando" dinheiro para o governo na forma de títulos públicos.

A Selic hoje está em 6,5% ao ano.

Como a Selic impacta a minha vida

selic_edai

Assim sendo, quando a SELIC sobe, as rentabilidades dos investimentos de renda fixa também sobem. Os juros de empréstimos, cartão de crédito, etc. também sobem.

A ideia é que quando os juros estão altos, é um ótimo momento pra se investir em renda fixa e um péssimo momento para se endividar.

Impacto nos investimentos

Se a Selic sobe, os investimentos no tesouro direto se tornam mais atrativos. Além de impactar os títulos públicos, uma subida da Selic também impacta os títulos privados. Isso acontece porque a principal referência dos títulos privados é o CDI que acompanha a variação da Selic. Com uma Selic maior, o CDI também aumenta.

Com isso, muitos investidores passam a investir em renda fixa ao invés de renda variável.

Esse movimento foi visível em 2015, quando a Selic atingiu 14,25%. Nessa época, existiam títulos do tesouro pagando 16% ao ano préfixado. Com isso, o Ibovespa atingiu níveis muito baixos.

Os investidores achavam que não fazia sentido correr risco investindo na bolsa se investimento de risco baixo estavam pagando tão bem.

Quando a Selic desce, acontece uma movimentação contrária. Geralmente a renda variável passa a se tornar mais atrativa. Isso foi possível de ver com o ciclo de corte da Selic de 2016 a 2018.

Para facilitar essa visualização, dá uma olhada no gráfico mostrando o Ibovespa e a Selic.

selic_ibovespa-e-selic--1-

Perceba que o mínimo do Ibovespa foi quando a Selic estava no seu máximo. O contrário também pode ser notado: o máximo do Ibovespa se deu no ponto mais baixo da Selic.

Impacto no crédito (empréstimo)

Se os investimentos em renda fixa se tornam uma ótima pedida num cenário de juros altos, empréstimos são o contrário. Um banco pode "emprestar" dinheiro ao governo através do tesouro direto, para fazer sentido ele emprestar dinheiro, os juros devem ser bem maiores. Com isso, os juros de empréstimo, do cartão de crédito e outros sobem bastante.

A ideia é que quando os juros estão altos, é um ótimo momento pra se investir em renda fixa e um péssimo momento para se endividar. Quando a Selic está em baixa, geralmente os empréstimos estão cobrando juros baixos, então isso acaba estimulando o consumo no país.

Impacto na inflação

Como foi falado ali em cima, com juros altos as pessoas tendem a consumir menos. Isso acontece porque os juros de empréstimos e do cartão de crédito estão altos. Além disso, vale a pena investir esse dinheiro, pois a renda fixa tem boas rentabilidades nessa situação.

Quando o consumo está em baixa, o comércio abaixa os preços para manter o ritmo de vendas. Como a inflação está diretamente ligada ao custo de vida, isso significa que a inflação diminui. O contrário também acontece. Com a Selic baixa, o consumo é estimulado e isso acaba aumentando os preços, aumentando a inflação.

O que define se a SELIC sobe ou desce?

Quem decide se a Selic sobe ou desce é o COPOM, o Comitê de Política Monetária. São realizadas oito reuniões do Copom por ano. Começam sempre numa terça feira e terminam na quarta, após o fechamento do mercado. Nessas reuniões é decidida a nova meta da taxa Selic.

No Brasil existe um sistema de metas para a inflação e a principal ferramenta de controle da inflação é a taxa Selic. O Banco Central busca manter a inflação num patamar que ajude no crescimento do país e não fuja do controle para cima nem para baixo. É com esse objetivo que acontecem as reuniões do Copom.

Espero que esse texto tenha ajudado a esclarecer o que é a Selic e como ela influencia a sua vida. Se tiver qualquer dúvida é só comentar aqui embaixo.

O que é a taxa SELIC e como ela influencia a sua vida
Share this

Cadastre seu e-mail